internet
curso de maquiagem

Em reunião com Marcelo Queiroga e secretários, Geraldo Medeiros pede união contra "megaeventos" no réveillon e Carnaval

Por Portal Virgula Paraiba em 26/11/2021 às 09:53:13

Em reunião com secretários estaduais e o ministro da saúde Marcelo Queiroga, nesta quinta-feira (25) em Brasília, o secretário de saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, pregou união contra a realização de megaeventos no país nos próximos meses, como forma de evitar um recrudescimento da pandemia da Covid-19.


O secretário tornou público esse posicionamento durante a 11ª Reunião Ordinária da Comissão Intergestores Tripartite, que tem como objetivo definir diretrizes e coordenar as ações tomadas pelos três entes da federação: União, estados e municípios.


Em sua fala, Geraldo Medeiros destacou a importância da vacinação no Brasil e pediu que gestores se unam no sentido de evitar megaeventos em festas como o réveillon e o Carnaval, a fim de manter sob controle a pandemia e evitar uma nova onda de contaminações, como ocorre em países da Europa.

"São essas ações que são fundamentais. Eu acho que a tendência a partir de agora é que tenhamos uma congruência de opiniões, no sentido de tentar evitar o réveillon e o Carnaval, esses megaeventos com aglomerações são eventos de contaminações grosseiras da nossa população. Acho que temos que estar unidos ao tomarmos essas medidas", solicitou.


Geraldo Medeiros também pediu atenção às doenças que surgirão no pós-pandemia e que necessitarão de atendimento especial, a exemplos dos acidentes de trabalho e dos acidentes de trânsito. "Há uma necessidade de nos sensibilizarmos para trabalharmos frente ao trauma", sugeriu. Ele defendeu a ampliação de um projeto piloto criado na Paraíba no sentido de diminuir o número desses acidentes no Brasil.


Na mesma reunião, o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems) se manifestaram oficialmente em apoio à nota técnica da Agência Nacinal de Vigilância Sanitária (Anvisa) para a exigência do certificado de vacinação aos viajantes que entram no Brasil. Por meio de nota, as entidades pediram "sensibilidade" ao Governo Federal na implementação da medida.

Fonte: Agenda Politica

Comunicar erro

Comentários