internet

Coração Paraibano: hemodin├ómica de Patos realiza primeira angioplastia coronariana do Sertão da Para├şba

Por portalvirgulaparaiba.com em 27/03/2023 às 21:34:07

O serviço de hemodin├ómica do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro, em Patos, gerenciado pela Fundação Paraibana de Gestão em Saúde (PB Saúde), realizou a primeira angioplastia coron├íria do Sertão paraibano. O paciente foi um idoso de 62 anos, que teve a vida salva em tempo h├íbil, após sofrer um infarto agudo do mioc├írdio e passar pelo procedimento em menos de duas horas. O atendimento foi feito por meio do programa Coração Paraibano, que interliga serviços de saúde de toda a Paraíba para atendimento de urg├¬ncias cardiológicas.

De acordo com o coordenador médico da Hemodin├ómica de Patos, Luan Martins, que também foi o médico hemodinamicista respons├ível pelo procedimento, essa é a primeira vez que um sertanejo recebe esse tipo de tratamento pelo SUS, sem precisar ser transferido para a capital, e o atendimento foi feito em tempo recorde. O paciente, segundo Luan, apresentou forte dor no peito, às 9h da manhã da sexta-feira (24), e ao realizar o eletrocardiograma no hospital de São Mamede, onde mora, foi evidenciado um infarto agudo do mioc├írdio com supra.

"Imediatamente ele foi transferido para a hemodin├ómica de Patos e em menos de duas horas o paciente realizou o cateterismo cardíaco e a angioplastia prim├íria com o implante de dois stents coronarianos para desobstruir a artéria que estava fechada por um co├ígulo, evitando assim que o músculo cardíaco tivesse sequelas permanentes", afirmou o médico hemodinamicista.

O procedimento foi realizado com sucesso e o paciente j├í recebeu alta da UTI e est├í clinicamente bem, consciente e evolui satisfatoriamente em enfermaria sob a supervisão dos cardiologistas da PB Saúde. Para Kamila Leite, enfermeira coordenadora de Pr├íticas Assist├¬ncias da Hemodin├ómica de Patos e que participou do atendimento ao idoso, o programa Coração Paraibano est├í revolucionando o tratamento cardiológico do Estado.

"Inúmeras vidas estão sendo salvas diariamente através deste programa, é fant├ístico. Eu me sinto honrada por estar fazendo parte desse momento que, além de histórico para saúde, é necess├írio. Ver os resultados positivos que estamos alcançando é realmente muito gratificante. Ressalto aqui também a import├óncia da equipe de Enfermagem e dos demais profissionais, sejam radiologistas, fisioterapeutas, maqueiros ou auxiliares de limpeza, todos estão muito empenhados e trabalhando de forma sincronizada para prestar a melhor assist├¬ncia aos nossos pacientes", frisou Kamila.

Luan Martins também destacou que a velocidade do atendimento nestes casos é fundamental para a sobreviv├¬ncia do paciente, e o fato inédito ocorreu em tempo recorde, segundo o médico, por causa da comunicação r├ípida e eficaz realizada pela rede de telemedicina do programa Coração Paraibano, que integra as hemodin├ómicas de Patos, Campina Grande e Santa Rita, todas gerenciadas pela PB Saúde.

"O Coração Paraibano foi fundamental, pois articulou os profissionais desde o diagnóstico, indicação do cateterismo, passando pelo transporte e acionando a hemodin├ómica de Patos", explicou o líder do serviço de hemodin├ómica de Patos.

Regulação – Todo o processo de transfer├¬ncia do paciente foi realizado por meio do Núcleo Interno de Regulação (NIR) do Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires, hospital coordenador do programa Coração Paraibano, que recebeu o pedido da vaga e encaminhou a solicitação para o Hospital Regional de Patos, que fica a cerca de 20 minutos de São Mamede, município em que o paciente se encontrava. A regulação acontece conforme as metas do programa, de direcionar o paciente para o hospital mais próximo, de acordo com a região de saúde em que se encontra.

Hemodin├ómica – O equipamento instalado no Hospital Regional Deputado Janduhy Carneiro, na cidade de Patos, é gerenciado pela Fundação PB Saúde, e beneficia diretamente a população de 89 municípios do sertão paraibano, atendidos pela 3┬¬ macrorregião. Além da cardiologia intervencionista, a ├írea endovascular também é assistida pela equipe profissional atuante. Só nos últimos seis dias, até o domingo (26), foram realizados na unidade 25 cateterismos, 12 angioplastias, tr├¬s angiografias de membros inferiores, uma angiografia de membro inferior, uma aortografia abdominal e o cateterismo do paciente com infarto.

Fonte: Folha Patoense

Comunicar erro

Comentários