internet

Juíza nega benefício a agricultor após analisar se ele é magro ou gordo; advogados estão incrédulos

Por portalvirgulaparaiba.com em 19/05/2022 às 11:34:28

A juíza da 14ª Vara Federal de Patos causou polêmica após tomar decisão levando em conta se o beneficiário é magro ou gordo. Alguns advogados estão sem agreditar na postura da magistrada ao analisar e negar casos de direito a benefícios previdenciários de pessoas que possuem maior quantidade de massa corporal.

Segundo os defensores, a juíza gera preconceito ao dizer, em suas posições, que os beneficiários não precisam de benefícios sociais porque estão "gordos ou magros". Na análise da juíza, os agricultores tem trabalho pesado, logo isso implicaria em indivíduos "magros", ou seja, se estão mais "gordos", é porque não precisam do benefício. Ela entende que, por ser um pouco mais cheios, é sinal de que os agricultores estão se alimentando bem e não precisam de benefícios sociais.

"O que se está em questão não é se uma pessoa é magra ou gorda, mas sim se tem direito ao benefício que foi negado. Quando se busca o poder judiciário é para uma reparação ou um direito negado e não para ser julgado pela sua aparência por quem deveria analisar outras questões na legislação", lamentou um advogado, que preferiu não se identificar.

Fonte: Polemica Patos

Comunicar erro

Comentários